Featured Video Play Icon

Cuca apoia Campeonatos de Futebol de Rua

Aconteceu no final do mês de Setembro, no Cazenga e Sambizanga as finais dos campeonatos de futebol de rua do Bucavu e Festa da Bola, com vinco ao apuramento do torneio Cuca Freestyle, que terá início em Janeiro de 2019. Inserido no programa de responsabilidade social que visa aproximar a marca das comunidades, a CUCA continua a apoiar pelo segundo ano consecutivo, o projecto desportivo CUCA futebol freestyle.

Durante 4 meses o manifesto do futebol esteve presente nos municípios do Sambizanga com o campeonato do Bucavu e no Cazenga com o campeonato da Festa da Bola, onde pelo Campeonato do Bucavu fez-se campeão a equipa

do Benfica ao derrotar a equipa Brás por 01 bolas a 0, já no campeonato da Festa da Bola fez-se campeão a equipa Totalistas ao derrotar a equipa Relâmpago por 3-2.

A Cuca continua a ser o grande impulsionador dos jovens talentos nos bairros periféricos de Luanda, contudo, a marca ajuda na operacionalização e logística necessária à realização das várias acções socioculturais e desportivas. “Acreditamos que este apoio pode vir a mudar a vida de jovens que precisam de uma oportunidade para mostrarem aquilo que sabem fazer”, disse Angelo Ambriz o Gestor da marca CUCA. De Outubro a Dezembro, a Cuca dá continuidade ao projecto, com a realização de mais dois campeonatos que terão lugar em Viana e no Rangel. Em Janeiro arranca o Torneio Cuca freestyle, onde os três melhores classificados de cada campeonato (Bucavu, Festa da Bola, Copa do Rangel e Copa By Cuca) disputarão a grande Taça Cuca Futebol Freestyle.

Para Angelo Ambriz, gestor da marca Cuca, “o Torneio Cuca surge na perspectiva de mostrar o futebol-arte que é jogado nos bairros, as suas características subvertem o objectivo natural do futebol que é de marcar golos. Aqui as capacidades técnicas de fazer manobras, malabarismos com a bola, é que trazem uma forma diferente de jogar. Esta modalidade tem ganho cada vez mais expressão nos bairros um pouco por toda a cidade de Luanda, isso motiva-nos em estarmos presentes e a apoiar”.